“Limitar se a viver dentro da própria  cabeça  é também uma defesa do ego.
Enquanto alimentamos nossa obsessão por certas coisas não precisamos sentir.
Sentir é abrir a torneira do imenso reservatório de sentimentos congelados, presos pela vergonha tóxico”.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Relação mãe e filha