“Gosto de me ver pelos olhos dos outros. 
Perceber aquilo que sou por fora de mim.
 Gosto de saber aquilo que quem está do outro lado entende. 
Gosto de compreender aquilo que sou do lado de fora. 
Aquela parte que, por vezes, tentamos não ver. 
O quanto as nossas atitudes afectam o outro. 
O quanto importunamos.
 Naquilo que agradamos. 
Gosto de saber o bom. 
Preciso de saber o mau.

Gosto de me saber pelos teus olhos. 
Gosto de saber o que te sou. 
O que me vês. 
O que me ouves.”

Gosto.
Dizes-me?

Rita Leston

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Relação mãe e filha