Crenças pessoais

São as crenças criadas a partir da experiência individual. Elas têm origem hereditária, mas se tornam verdades pelas experiências. Se você foi mandado embora ou não passou no vestibular, pode desenvolver a crença de que não é capaz. Se terminaram o namoro com você, pode acreditar que nunca ninguém vai gostar de você.

Exemplos de crenças limitantes

  • “Nunca vou conseguir dinheiro suficiente” ou “não tenho dinheiro para nada”;
  • “Só é possível ganhar dinheiro fazendo coisas erradas”;
  • “Não tenho tempo para nada”;
  • “Não sou bom o suficiente”;
  • “Não sei tudo o que preciso”;
  • “Não consigo aprender isso”;
  • “Nunca vou conseguir alcançar meus objetivos ou realizar meus sonhos”;
  • “Tudo precisa ser perfeito”;
  • “Não consigo me organizar”;
  • “Eu não mereço sucesso ou coisas boas”;
  • “Não sei como resolver esse problema”;
  • “Eu não posso / não consigo / não sei fazer isso”;
  • “Sou muito velho para isso”;
  • “É melhor dar do que receber”;
  • “Sem trabalho duro não se consegue nada”;
  • “Os outros precisam mudar para minha vida melhorar”;
  • “Estou destinado a essa vida e a ser desse jeito porque essa é a situação da minha família e por isso, é a minha”;
  • “O mundo está em crise, e por isso tudo está muito difícil para mim”;
  • “Não tenho jeito para isso”;
  • “Não é possível viver do que se ama”.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Relação mãe e filha

Consequências psicológicas do aborto

Perfil da manipulação