Como identificar uma Mulher que Ama Demais:


· Sua autoestima está criticamente baixa, e no fundo não acredita que mereça ser feliz. Ao contrário, acredita que deve conquistar o direito de desfrutar a vida;
· Você tenta suprir suas necessidades insatisfeitas, através de outra pessoa, tornando-se superatenciosa, principalmente com pessoas aparentemente carentes;
· Como não pôde transformar seus pais em pessoas atenciosas, amáveis e afetuosas de que precisava, reage fortemente ao tipo de homem familiar, mas inacessível, o qual tenta, mais uma vez, transformar através de seu amor;
· Com medo de ser abandonada, faz qualquer coisa para impedir o fim do relacionamento;
·  Quase nada é problema, toma muito tempo ou mesmo custa demais, se for para “ajudar” o homem com quem esta envolvida;
· Habituada à falta de amor em relacionamentos pessoais está disposta a ter paciência, esperança, tentando agradar cada vez mais;
·  Está disposta a arcar com mais de 50% da responsabilidade, da culpa e das falhas em qualquer relacionamento;
·  Por insegurança, tem uma necessidade desesperada de controlar seus homens e seus relacionamentos. Mascara seus esforços para controlar pessoas e situações, mostrando-se “prestativa”;
· Esta muito mais em contato com o sonho de como o relacionamento poderia ser, que com a realidade da situação;
· É uma pessoa dependente de pessoas e de sofrimento espiritual;
· Tende psicologicamente, com frequência, bioquimicamente a se tornar dependente de drogas, álcool e/outros certos tipos de alimento, principalmente doces;
·  Ao ser atraída por pessoas com problemas que precisam de solução, ou ao se envolver em situações caóticas, incertas e dolorosas emocionalmente, você evita concentrar a responsabilidade em si própria;
· Tende a ter momentos de depressão, e tenta preveni-los através da agitação criada por um relacionamento instável;
·  Não tem atração por homens gentis, estáveis, seguros e que estão interessados em você. Acha que esses homens “agradáveis” são enfadonhos.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Relação mãe e filha

Consequências psicológicas do aborto

Perfil da manipulação