"Então, eu finalmente me senti em casa dentro de mim mesma.
E hoje, mais do que nunca, sinto que não devo nada para ninguém.
A gente demora demais para se livrar de pesos e culpas.
Mas um dia, finalmente, a gente acorda.
E descobre que tem uma vida inteirinha pela frente."

Clarissa Corrêa

art by Margaret Dyer

Postagens mais visitadas deste blog

Relação mãe e filha

Consequências psicológicas do aborto

Perfil da manipulação